PLANTAR PORTUGAL

Participa neste movimento nacional de cidadania activa, que pretende unir a sociedade em torno do desígnio de tornar Portugal um país mais sustentável, através da valorização das Florestas, Agricultura e Meio Ambiente. Semana da Reflorestação Nacional - Uma iniciativa de Reflorestação Nacional do Movimento Plantar Portugal a Defender a Floresta e a Reflorestar Portugal. Em Portugal, Escolas, Freguesias e Municípios unem-se ao movimento e durante uma semana vão ao encontro da floresta para a Vivenciar, Proteger e para Plantar Portugal, respeitando a biodiversidade e as espécies autóctones.

Reflorestação Nacional Vamos Plantar Portugal
  • Página:
  • 1

Musgo no Relvado #1166

PLANTAR PORTUGAL > JARDINAGEM > MUSGO NO RELVADO

Os musgos são pequenas plantas verdes, compostas por finos caules e pequenas folhas, estes não possuem flores nem sementes. A sua reprodução é realizada através de esporos que se desprendem durante o verão para serem arrastados pelo vento e germinarem em zonas que ofereçam as condições adequadas ao seu desenvolvimento.

O aparecimento de musgo no relvado pode dever-se a vários factores, nomeadamente: excesso de humidade, escassez de nutrientes no solo e pH ácido, ou por tratar-se de um local muito sombrio.

Para a impedir que o seu jardim seja invadido por musgo, é fundamental determinar a razão da sua presença. É então necessário examinar o relvado e identificar as causas que estão a provocar o seu fraco desenvolvimento.

    Olá Visitante!
    Aproveite este momento para fazer uma comprinha na nossa loja online.


MUSGOS COMUNS

Existem vários tipos de musgo, mas apenas alguns invadem o relvado. Qualquer um dos seguinte musgos afectam seriamente os relvados, no entanto a probabilidade de se instalarem pode ser substancialmente diminuída quando o relvado é bem tratado.


Hypnum Cupressiforme, musgo com caules rasteiros de cor amarela ou verde dourado que normalmente ocupa grandes superfícies.



Brachythecium Rutabulum, musgo com caules rasteiros irregulares comum nos relvados mal drenados.


Ceratodon Purpureus, musgo com caules curtos comum em solos pobres e ácidos.


Bryum Argenteum, musgo em tons prateados.

MÉTODOS PREVENTIVOS

Falta de Nutrientes
Se o problema for a falta de nutrientes no solo, deverá começar a adubá-lo regularmente com adubos de superfície para restabelecer o equilíbrio de nutrientes presentes no terreno.

Excesso de Humidade
Quando existe um excesso de humidade, deve proceder ao arejamento do terreno, como medida preventiva. Para tal, é importante retirar completamente os restos de relva com uma vassoura metálica, para evitar a proliferação de pragas e doenças. Ao arrastar os detritos, grande parte do musgo é arrancado, ajudando ao seu controlo. É igualmente necessário verificar se o terreno drena bem a água. Se não se verificar, deverá usar um rolo com pontas ou uma forquilha.

pH Ácido
O excesso de acidez do terreno pode ser combatido elevando o pH do terreno. Para o efeito poderá utilizar cal apagada.

FERRAMENTAS E EQUIPAMENTOS



MÉTODOS DE COMBATE

Sulfato de Ferro
O método tradicional para combater os musgos consiste na aplicação de sulfato de ferro, cerca de 40g por metro quadrado. A sua aplicação provoca a murchidão do musgo e facilita a sua limpeza com a vassoura metálica de jardim.

A aplicação pode ser realizada através de pulverização com uma solução de sulfato de ferro, à razão de 2 litros de solução por cada 100 m2.

NOTA:efectuar um corte do relvado demasiado baixo pode favorecer a aparição de musgos.

    Olá Visitante!
    Aproveite este momento para fazer uma comprinha na nossa loja online.

...

Sementes Plantar Portugal
  • Página:
  • 1
Moderadores: Plantar Portugal
Tempo para criar página: 0.14 segundos